terça-feira, 18 de setembro de 2012

Conclusão - Evolução dos Seres Vivos



            Concluímos que o processo de transformação pelo qual passam os seres vivos, incluindo a origem de novas espécies e a extinção de outras através dos tempos, chama-se evolução. Esse processo vem acontecendo desde que a vida surgiu na Terra. Acreditando que os primeiros seres vivos surgiram no mar há mais ou menos 3,5 bilhões de anos. Sendo eles unicelulares e heterotróficos.
              Outro aspecto muito importante foi o estudo dos fósseis, one foram apresentadas as descoberta de ossos, dentes ou esqueletos inteiros de animais extintos, enterrados no solo, onde tornou possível esse grande conhecimento.
              A esse tipo de restos ou simples vestígios (exemplo: as pegadas) de seres vivos chamamos fóssil. Estudando os fósseis, podemos descobrir como eram esses seres e como viviam.
              Em geral, só parte dura, como ossos, conchas e carapaças, ficam incrustadas na rocha.  Existem casos onde ocorre a substituição completa do material original por minerais como a sílica. 
              Sendo assim, os cientistas descobriram que os animais e os vegetais foram se modificando através dos tempos. Enquanto alguns tipos se extinguiram, outros sofreram transformações, dando origem aos que conhecemos atualmente. Logo o estudo dos fósseis auxilia na compreensão das modificações sofridas pelas espécies de seres vivos através dos séculos.
             Com isso tudo se pode concluir e comprovar que a milhões de anos depois surgiram os seres unicelulares que já fabricavam seus próprios alimentos, usando a luz como fonte de energia. Muito tempo depois é que apareceram os seres pluricelulares, como as plantas e os animais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário